IV Fórum Extraordinário: apresentação premiada e agradecimento

IV Fórum Extraordinário: apresentação premiada e agradecimento

O Capítulo Argentino do Clube de Roma agradece a participação dos expositores e de todos aqueles que comentaram e votaram as apresentações, assim como de todos os que acompanharam a leitura das apresentações.

Todas as contribuições contêm elementos interessantes. Assinalamos seguidamente os mais significativos:

Da apresentação de Susana Zeballos, destacamos a conceção do esporte como base de sustentação de aspetos fundamentais da vida social.
Na exposição de caruli72, salientamos o aperfeiçoamento que se consegue com a prática de uma disciplina e a aprendizagem de valores envolvidos.
Na apresentação de Maurinhos5, destaca-se a sua observação sobre a influência que tem o esporte nos aspetos relacionados com a evolução da vida social; o esporte como formador de pessoas e como atividade humana lúdica, útil para o aperfeiçoamento da técnica; o esporte como estimulante do sentimento fraternal.
Da reflexão de csciccone, realçamos o papel dos esportistas como agentes transmissores de rasgos idiomáticos e culturais e a necessidade de destacar o valor humano do esporte acima do valor monetário.
Na apresentação de marianoturziy, sobressai a ideia de aprender a canalizar as potentes energias de tom fraternal e de unidade, como a gerada por um mundial, para projetos de unidade nacional.
Na exposição de Tina, distinguimos a sua contribuição sobre a qualidade comunicacional do esporte; o esporte como contentor social; o esporte como linguagem lúdica para as relações sociais.
Da apresentação de Sara, avalia-se a necessidade de incorporar o esporte como atividade quotidiana para fomentar estilos de vida ativos e saudáveis; a importância do esporte como contributo para a formação integral do ser humano; o esporte como um dos pilares fundamentais da educação.

As apresentações suscitaram as seguintes reflexões:

A ideia de propor o esporte como um dos pilares fundamentais da educação é muito interessante. Se no sistema educativo se colocasse o ênfase no conceito de esporte mais do que no conceito de atividade física, abrir-se-ia muito provavelmente um âmbito mais propício ao estímulo e ao desenvolvimento de aspetos positivos que não chegam a ser estimulados nem desenvolvidos sob a tradicional disciplina de “educação física”.

No sistema educativo tradicional costuma pôr-se o acento na atividade física mais do que no esporte no seu sentido mais completo (o esporte é jogo, entretenimento, mas o esporte também implica a aprendizagem de técnicas, táticas, estratégias, concorrência saudável, respeito, solidariedade, etc.). Atividade física e esporte nem sempre coincidem. O esporte envolve necessariamente a atividade física, que está nele contida, mas o inverso nem sempre ocorre. Por isso, possuindo o esporte um “estatus maior” relativamente à mera atividade física no que se refere a potencialidades de estímulo e desenvolvimento de aspetos positivos, seria oportuno que o sistema educativo tradicional pesasse ambos os tipos de atividades, seja para confirmar a continuidade e preponderância de uma sobre a outra, seja para privilegiar e expandir o esporte nos seus múltiplos tipos e variantes.

Aparentemente, a passagem da “educação física” para o “esporte” nas escolas poderia significar um avanço rumo a uma instância mais completa da formação dos indivíduos e das sociedades.

Como pudemos observar nas apresentações, o esporte traz benefícios em muitos aspetos que vão desde o físico ao psicológico, desde o simples entretenimento saudável à competição, desde o plano individual ao plano social, etc.

A nível individual, a pessoa pratica e experimenta valores e emoções, tanto nos esportes individuais como de grupo. Além disso, o indivíduo pode experimentar o que significa um processo de aperfeiçoamento pessoal, íntimo, a partir de uma prática, com o particular detalhe de que esse processo se realiza de forma lúdica, alegre, e não necessariamente com o objetivo concreto de melhorar em determinada prática. A pessoa pode, eventualmente, querer adaptar esse mesmo processo experiencial a outras áreas da sua vida.

A nível de grupo, o esporte implica uma aprendizagem e uma prática de valores, e uma retroalimentação de emoções. O encorajamento mútuo, o aprender a funcionar em equipa, o companheirismo, a diversão e demais assuntos, encontram nos esportes de grupo um âmbito para a sua aplicação. O esporte de equipa significa uma boa experiência de vida: a experiência de interagir e de se relacionar com os outros pondo em prática valores éticos.

Aquele ou aqueles que jogam ou competem refletem muitos dos aspetos referidos, que são então resgatados e se valorizam a nível social, tornando-se transmissores de valores e geradores de energias positivas para a sociedade.

Por último, o esporte é um bom motivo para o encontro e interação entre pessoas de diferentes culturas e idiossincrasias, abrindo a possibilidade de ampliar a compreensão sobre a grande diversidade cultural de que os seres humanos são capazes.

Com os nossos mais respeitosos cumprimentos,
Capítulo Argentino do Clube de Roma

Apresentação premiada

Foi decidido atribuir o prémio a Sara. A sua proposta pode significar uma mudança importante na formação das crianças, mudança que pode ter efeitos muito benéficos para a sociedade.

No Hay Comentarios

Agregar Un Comentario